Diário de bordo de uma noiva

Melhore o relacionamento com seu amor e, principalmente com você mesma!

Jussara Barbosa - Estilista      quinta-feira, 2 de junho de 2016

Compartilhe esta página com seus amigos

 

São elas:
1- A descoberta da outra pessoa como um tesouro espiritual, muito embora a princípio não se perceba exatamente o que foi encontrado.
2- Em seguida, na maioria dos relacionamentos, vem a caça e a tentativa de ocultação, um tempo de esperanças e receios para os dois lados.
3- Depois vem a tarefa de desenredar e compreender os aspectos da vida-morte-vida do relacionamento e a COMPAIXÃO dessa tarefa. (Sobre o aspecto vida-morte-vida quero poder compartilhar com vocês a história em outra oportunidade para que compreendam a importância dessa personagem, para que ela seja aceita no relacionamento e abraçada pelos amantes...) 
4- Segue-se a confiança que gera o relaxamento, a capacidade de descansar na presença do outro e da sua boa vontade.
5- Agora nesse estágio, acompanhada de um período de compartilhamento dos sonhos futuros bem como de tristezas passadas.
6- E na sequencia, o início da CURA de ferimentos arcaicos relacionados com o amor.
7- Finalmente, o uso do coração para fazer brotar uma nova vida e a fusão do corpo e da alma.
(_Algumas linhas da autora Clarissa Pinkola Estés_)
Estudando e desvendando os mistérios que envolvem os relacionamentos fico entusiasmada em poder compartilhar com vocês, o quanto as “coisas” podem ser simplificadas a partir do momento em que começamos a compreendê-las.
Logo que meu NOVO BLOG fique pronto, teremos uma área dedicada a RELACIONAMENTOS, onde quero poder interagir com vocês e deixar um pouco de tudo que aprendi e aprendo todos os dias... 
São conteúdos FANTÁSTICOS que vou expor de forma simples e clara com o objetivo de ajudar as MULHERES – NAMORADAS-NOIVAS-CASADAS – MÃES-... a encontrarem sua natureza perdida, aquela natureza que foi domesticada e acabou diluindo-se, perdendo seu DNA em função da necessidade de agradar... 
.
Já pensou que tudo pode ter começado lá atrás? 
Quando ELA havia feito alguma coisa que seu pai não aprovava, embora ninguém mais se lembrasse do que havia sido. Seu pai, no entanto, a havia arrastado até os penhascos, atirando-a ao mar. Lá os peixes devoraram sua carne e arrancaram seus olhos. Enquanto jazia no mar seu esqueleto rolou muitas vezes com as correntes. Um dia um pescador veio pescar, seu anzol desceu pela água e se prendeu - logo em quê?? Nos ossos da costela da MULHER-ESQUELETO...
Parece macabro né, mas não é! Logo conto essa história para vocês compreenderem como podemos enxergar melhor a nós mesmas e os fatos, com uma visão e comportamento mais leve, melhor...
Beijos! 

Até a próxima!
-Jussara Barbosa-

Comentários